A Violência Contra Mulheres Com Deficiência No Brasil!

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que violência cometida contra pessoas com deficiência em certos países, atingem 25% dessa população com maus tratos e abusos. E praticadas contra crianças e idosos com deficiência é mais comum e mais intensa, principalmente se a deficiência for intelectual.

Entre mulheres com deficiência são maiores casos de violência passiva, por negligência na recusa de dar a alimentação e medicamentos apropriados, na ausência de cuidados pessoais e de higiene, deixar de seguir as prescrições médicas, excesso de medicamentos e reclusão de cuidados.

O uso de Cannabis por pessoas com deficiência!

 


Neste depoimento, Emílio Figueira conta de sua experiência de um mês usando a Cannabis Medicinal e os benefícios que ela está fazendo ao amenizar as consequências de sua paralisia cerebral com a idade.

Em certa altura, ele destaca: “A medicina descobriu há alguns anos que todos nós já temos Cannabis no corpo no sistema endocanabinoide. E se Deus deixou canabidiodes em nossa fisiologia, é porque Ele sabia que um dia nós as descobriríamos e ajudariam a curar e amenizar os problemas de milhões de crianças e adultos com esse remédio tão simples e potente”.

UNICAMP: ENTRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL E OS FRUTOS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Jornal CÁ ENTRE NÓS, 13 edição, março/abril de 2021, LEPED – Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino e Diferença – Unicamp – Campinas.